domingo, 8 de agosto de 2010

Passo Horas



Passo horas

Passo horas esperando
Só pra ver ela passar
Sempre linda, com sua elegância,
Outra vez a me esnobar.
Devo ser uma pessoa pequena
Diante de seu olhar.
"Alguém nada importante",
Talvez ela pense assim!
O problema é que estou
Ficando dela a fim.
Passo horas esperando
E nem se quer olha pra mim.
Nas festas de meus amigos,
Ela sempre se apresenta.
Nunca estar sorrindo
E o seu estilo me apimenta,
Dou boa noite a todos
E ela não me cumprimenta.
Não sei se é o seu jeito
Ou se quer ser a tal,
Vou torcer para que um dia
Ela me veja, afinal,
Não como uma pessoa "grande",
Mas como alguém especial.
Romário Braga.
Pentecoste - Ceará - Brasil, 2010.


(Poesia Protegida pela Lei de Direitos Autorais)

Um comentário:

Prof. Djaelson Gomes disse...

Ola, querido Romário...
Aqui somos da sua antiga escola Francisco Sá, e este é nosso Blog, gostaríamos de parabenizá-lo pelo seu belo trabalho e seria uma honra tê-lo como seguidor de nosso Blog, assim como nós também já fizemos...