segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Paixão Inesquecivel


Tanto tempo terminamos,
Talvez o encanto acabou,
Sinto falta da paixão
Que foi, porém ficou,
Mesmo passado alguns meses,
Pra mim o tempo parou.

O amargo da tristeza
Traz-me infelicidade,
Queria ter pelo menos
A tua sincera amizade,
Mesmo te vendo no colégio,
Sinto enorme saudade.

Caminho pela praça
Na dor da solidão,
Tudo parece mudado,
Só penso na tua paixão,
Mas sei que estamos juntos
No jardim da ilusão.

Apaixonar-se para mim
Era um ato tão impossivel,
Mas você com seu jeitinho
E um encanto incrivel,
Lapidaram no meu coração
Uma paixão inesquecivel.

Antonio Romário de Sousa Braga.
Pentecoste - CE

(Poesia Protegida pela Lei de Direitos Autorais)

Nenhum comentário: